Península de Valdez – Patagônia Argentina

Escrito por Ligia Caligaris on. Postado em América, Argentina, Península de Valdés, Viagens

  1foto
Buenos Aires é a porta de entrada mais comum de quem vem do Brasil.
Desta vez nosso destino não era Baires (como é carinhosamente chamada pelos argentinos).
A Argentina tem muitas paisagens notáveis e era algumas delas que queríamos conhecer.
Fomos em outubro, primavera, época excelente para nossos propósitos.
Nosso vôo de São Paulo chegou ao aeroporto internacional de Ezeiza a 35 Km do centro. Fomos de taxi para o Aeroparque Jorge Newbery que faz os vôos regionais para embarcarmos para Trelew (herança cultural gaulesa).
De Trelew fomos para Puerto Madryn de transfer. 
Nosso idéia era chegar cedo e ir reservar o passeio para a península de Valdez. Com o atraso do vôo, ligamos para o hotel e eles contrataram nosso passeio para o dia seguinte.
  eunoaeroporto
A Península de Valdez fica a 1450 Km de B Aires. É Patrimônio Natural da Humanidade e serve de refúgio para vários animais.
Puerto Madryn: onde nos hospedamos. Conhecida como resort de verão, tem como principal função servir de base para a ecológica península de Valdés.
É uma das mais importantes reservas marinhas do planeta. Fica a 77 Km de Puerto Madryn e é considerado Parimônio Natural da Humanidade. É um refúgio para baleias franca, pinguins, lobos e leões marinhos.
Logo pela manhã saímos rumo à península de Valdés. contratamos o  serviço de um receptivo local e o passeio durou de 1o horas.
Nossa primeira parada foi um museu de biologia.
A seguir fomos para PUERTO PIRÁMIDES para vermos as baleias.
Os barcos aguardam os passageiros na areia e depois de subirmos um trator leva o barco até o mar.
  subindobarcobaleia
No caminho avistamos vários animais
 Não muito longe da beira do mar, já podemos avistar as baleias
  baleiaagua
As baleias francas se reproduzem entre julho e dezembro.
Elas vem do pólo sul e ali encontram um lugar abrigada para dar a luz!
É um espetáculo!!!!
De lá fomos para a Caleta Valdés, paraíso dos leões marinhos. A melhor época para visita vai do final de setembro ao início de novembro.
  vistaleoes
  leoesvariosnapraia
Neste local também podemos ver as orcas esperando uma “bobeada” dos filhotes de leões marinhos para atacá-los.
Na realidade elas armam uma cilada e uma vez que abocanham ficam jogando o animal, geralmente filhote, uma para outra, porque o stress amacia a carne!!!!!
  orcas
Tivemos um almoço tipicamente argentino
  almoço
Seguindo em frente nos deparamos com Pinguins de Magalhães
  carinhapinguin
No dia seguinte fomos para o sul visitar uma colônia de pinguins em Punta Tombo:
  vista pinguins
Colônia de Pinguins: a maior colônia de pinguins de Magalhães do continente com mais de 1 milhão de aves fica aqui.
  vistapinguins
Em novembro há muitos filhotes. Os pinguins são aves mergulhadoras que se reproduzem em terra e se alimentam no mar.
  pinguinsovos
Eles se aninham em arbustos e andam desajeitadamente até a praia onde mergulham e saem nadando maravilhosamente.
Em Punta Tombo também fomos tentar avistar “toninhas”, espécie de golfinho preto. 
 São muito rápidos e difíceis de fotografar.
  golfinhopreto
Gaiman: povoado gaulês repleto de casas de chá.
  casadecha
No dia seguinte voamos para Ushuaia –  outro post
 
Melhor época: setembro a novembro para ver as baleias

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Trackback de seu site.

Comentários (4)

  • Rosana

    |

    Foi uma linda viagem…………………………………
    bj

    Responder

  • Paulo Truglio

    |

    Belíssima coleta de fotos, Ligia! Estive em Ushuaya há um mês, peguei muito frio, inclusive no mar. Tive boas fotos de leões marinhos, alguns pinguins e sítios de habitação humana. Valeu muito a viagem. Parabéns.

    Responder

    • Ligia Caligaris

      |

      Ushuaia é uma cidade linda! E fria! Mas, vc foi para esquiar!!!!! bjs

      Responder

Deixe um Comentário