Fez – Marrocos

Escrito por Ligia Caligaris on. Postado em África, Fez, Marrocos, Viagens

  vis-0539

Fez, uma das cidades imperiais mais antigas do Marrocos, foi fundada em 808 por Idriss II.

Por tês séculos foi um importante centro comercial. Hoje é a capital espiritual e cultural do Marrocos

Os reis das dinastias mariní e alauita, embelezaram a cidade e até hoje muitos monumentos estão muito bem conservados.

A cidade é dividida em Fez Bali (cidade antiga), Fez Jedid (idade média) e Fez ville nouvelle (época dos franceses).

A cidade antiga de Fez el Bali, fundada por Idriss II, está unida a Fez Jedid, pelos jardins de Boujlod

Começamos nosso passeio pela parte medieval, onde estão

Palácio Real, Dar – el – Makhzen,  onde só vimos a fachada por ser propriedade privada do rei e, portanto, as visitas são proibidas.

 Mechouar – praça em frente aos palácios – onde a população vem homenagear o rei e familiares em dias festivos.

  pal-1050543  

e o bairro judeu – na época, o maior do Marrocos.

fez-1050562

Fomos para o bairro Alfaredos que é conhecido como bairro da cerâmicas.

Em alguns pontos da cidade podemos ver a fumaça saindo dos fornos.

vis-0332  

As crianças começam neste ofício cedo e muitos permanecem para sempre como ceramistas.  

cer-1050588  

cer-1050592  

Aqui os desenhos dos mosaicos são decorados pelos artesãos que os montam pelo lado inverso. É inacreditável!

cer-1050603

cer-1050604  

O forno

cer-1050597

Peças de metal e cerâmica também são feitas aqui nesta cooperativa.

cer-1050607  

Neste bairro estão o Museu el Batha e o palácio de Dar el Beida.

Fomos após a visita à cerâmica, conhecer a medina de Fez, fundada no século IX e que foi declarada Patrimônio Mundial da UNESCO  em 1981.

Medina é um aglomerado urbano organizado e protegido por muralhas.

fez-1050511

fez-0418  

É formado por um emaranhado de ruas formando um labirinto.

  fez-0416

med-1050622   

med-1050632  

Normalmente existe uma praça central do qual saem “avenidas” principais que levam ao exterior da muralha.

Apesar da desorganização visual, as medinas seguem regras urbanísticas estabelecidas.

vis-1050573

Dentro delas, existem vários bairros, mercados e zonas de comércio e ofício.

Porta Boujeloud, uma das portas de entrada da medina

  por-0467  

Praça Nejarine

mes-0376  

Mesquita de Karauine, que pode abrigar 20.000 fiéis. A universidade de Karauine é a mais antiga do mundo.

Pátio da Mesquita de Karaouine. Turistas não entram.

mes-1050742   

Medrassa (escola de Alcorão) de Attarine – Conta a lenda que um sultão casado, encantou-se por uma bailarina e casou-se com ela. O povo se surpreedeu. Então, ele mandou o tesoureiro construir a mais bonita medrassa no local onde era um lixão.

Com isso ele quis mostrar que se pode transformar algo ruim em algo bom.

att-0502  

 Medrassa Seffarine – a mais velha da medina. Data do século XIII.

  med-1050692   

Encontramos uma “escola”, na realidade uma salinha insalubre, onde crianças estavam sendo alfabetizadas

esc-1050751

 Escola de Bordados

  fez-0478   

Oficina de costura

med-1050682  

Oficina de Lápides

fez-0519  

Comércio de Babuches

  fez-0521    

Loja de lenços e turbantes

med-1050732  

Açougue: a cabeça do dromedário indica que tem carne fresca

med-1050650   

Curtume: Bem no centro da medina tem um local um eles tingem o couro

cor-1050782  

O local bem insalubre para os trabalhadores.

cor-0359  

Como tingir o couro:

Primeiro colocar em um tanque de cal por 2 dias.

Depois colocar em um tanque com cocô de pombo para amaciar o couro.

cor-1050776

Em terceiro, colocar num tanque com a cor desejada por 20 dias.

A cada 30 dias, eles mudam as cores das tintas dos tanques!

O couro da barriga do dromedário é a mais macia para casaco, depois vem o do carneiro e depois o da vaca. 

O couro não pega fogo.

cor-0370

Depois de tingidas os couros são levados pelas mulas para as oficinas de costura

  cor-0442  

Teares: aqui são feitos turbantes e pachiminas

tec-1050800  

Este pau significa que animais não podem passar por esta rua

fez-0399  

Tapetes:

fez-0405  

eles vão mostrando tapetes sem parar, e você fica constrangido se não quer comprar nada porque o trabalho é imenso.

Ainda bem que minha irmã comprou um.

tap-1050712  

 Almoçamos em um restaurante marroquino dentro da medina!!!!

  med-1050705   

Fortaleza (Borj): são duas na cidade, a do Norte e da Sul.

for-1

Do lado de fora da muralha perto dos portões eram construídos os cemitérios.

Dicas:

Nosso hotel, o Sofitel Palai Jamai na parte norte da medina, tem uma visão privilegiada da medina de Fez. Também tem um restaurante com cozinha marroquina, excelente.

Fez tem 1 milhão e meio de habitantes. É a terceira maior cidade do Marrocos.

Os riads são hotéis mais charmosos, com jardim interno e eram antigas moradias.

Os riads dentro das medinas são mais desconfortáveis e perigosos de ficar, uma vez que táxi não entra e você terá de carregar as suas malas. Além da medina ser um labirinto e muitas vezes perigosa à noite!

Ficamos 2 noites em Fez e saímos cedo rumo às montanhas do Atlas.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Trackback de seu site.

Comentários (2)

  • Tania A Ribeiro

    |

    Viajo dia 2/8 para o Marrocos e gostaria de agradecer as dicas e lindas fotos.

    Responder

    • Ligia Caligaris

      |

      Faça uma ótima viagem Tania! Pena que ainda não posteiei Marrakech e Casablanca…

      Responder

Deixe um Comentário